Requerimento de processo de impeachment do prefeito Daniel Sucupira é rejeitado pela Câmara Municipal

A Câmara Municipal votou na noite desta terça-feira, 14/03, um requerimento de abertura de processo de impeachment contra o prefeito Daniel Sucupira (PT). O documento foi rejeitado por 14 votos a 3. Os vereadores  Sargento Harley, Ugleno Alves (ambos do Patriotas) e Gabriel Gusmão (Republicanos) protocolaram na última semana, o requerimento solicitando o impeachment  do chefe do executivo pelo crime de improbidade administrativa.

Os três parlamentares formularam o documento com base na contratação de Jhon Isleno, professor de Educação Física na Escola Estadual Alberto Barreiros, ao cargo de secretário de Economia Solidária, Trabalho, Emprego e Renda, simultaneamente. A contratação virou alvo do Ministério Público de Minas Gerais, que entrou em acordo judicial com o prefeito para encerrar o caso.

Votação

A votação contou com três suplentes, visto que os autores do pedido ficaram impedidos por lei expressa de votar. Assim como, os três colegas, o presidente da casa legislativa não poderia exercer seu voto. Para o lugar deles foram convocados inicialmente, os suplentes Cabo Monteiro (que por ser militar da ativa cedeu lugar à Assis da Prefeitura), Batatinha Moto-táxi (Republicanos) e Preto da Taquara (Patriotas). Batatinha, Preto da Taquara e Juvenal (Podemos) votaram pela abertura do processo. Assis da Prefeitura não compareceu à votação.

Votaram contra: Eliane Moreira (PT), Lidiomar da Saúde (PT), Ailton de São Miguel do Pita (PT), Serginho da Agropecuária (PT), Branquinho (PC do B), Cau Tenente (PC do B), Paulo Leite (PC do B), Diogo Ferreira ( PSDB), Robertinho Crescêncio (PP), Felipe Barbosa (PSD), Gilson Dentista (PSB), João Paulo (Avante), Vânia Resende (Rede) e Paulinho de Dona Naná ( PSD).

Manifestações

Comitivas do Partido dos Trabalhadores e de simpatizantes do prefeito Daniel Sucupira foram até às portas da votação se manifestar em favor do chefe do executivo. A votação aconteceu na sede da antiga Ramos (Av. Visconde do Rio Branco, Centro), visto que à Câmara Municipal está em reforma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *